Refluxo gastroesofágico: Sintomas isolados ou doença? | Farmácia Rodrigues Rocha

Sensação de ardor, peso no estômago, dificuldade na digestão ou abdómen inchado. Já todos ou quase todos sofremos pelo menos uma vez de um destes sintomas. Mas em que ponto se transforma em doença de refluxo gastroesofágico e temos de consultar o médico?


A digestão
 

Começamos por explicar como se processa a digestão a nível do esófago e do estômago.

1 - Ao engolir os alimentos, eles atravessam o esófago até ao estômago, através de um esfíncter - anel de fibras musculares que abre e fecha automaticamente e impede que o conteúdo do estômago volte para trás

2 - No estômago há produção de ácido, para além de outras substâncias, para transformar os alimentos em moléculas mais pequenas, absorvíveis pelo nosso organismo

3 - Quando bem digeridos, vão então passando para o intestino delgado e o estômago vai esvaziando completamente. A digestão de uma refeição completa é um processo que demora, em média, cerca de 3 horas.
 

Refluxo
 

O que é?

O refluxo é quando o conteúdo do estômago retorna para o esófago, inflamando-o e causando ardor e desconforto. O ácido e a bile que estão a participar da digestão dos alimentos são agressivos para a mucosa do esófago.


O que pode causar o refluxo?

Fatores fisiológicos:
-  mau funcionamento do esfíncter que separa o esófago do estômago
- hérnia do hiato: uma parte do estômago passa através do diafragma para a cavidade torácica, podendo haver uma alteração no funcionamento do esfíncter.

Fatores de risco/externos:
- excesso de peso
- uso de roupa apertada
- ingestão de determinados alimentos: fritos e gorduras, citrinos (laranja, limão,etc) chocolate, comidas picantes
- consumo de bebidas com cafeína e com gás
- ingestão de bebidas alcoólicas
- ingestão de elevadas quantidades de alimentos de uma vez só
- gravidez (por aumento da pressão intra-abdominal)
- tabagismo
- toma de determinados medicamentos.

 

Por fim, enumeramos quais os sinais e sintomas a que devemos estar atentos que nos alertam para que algo está errado:

Os sintomas típicos:
- Azia: sensação de ardor no meio do peito, que pode irradiar até ao pescoço ou à garganta. Surge após a refeição e piora se se deitar ou inclinar para a frente.
A considerar se for um sintoma que se torne recorrente.

- Regurgitação ácida: quando os alimentos nos vêm à boca sem vómito, deixando mau sabor.

- Náusea/enjoo após refeições.

Sintomas de alarme (quando o refluxo se começa a transformar em algo mais grave):
- Dor ou dificuldade em engolir os alimentos.

- Tosse seca, rouquidão ou dor de garganta.

- Perda de peso sem razão aparente

- Anemia

- Hemorragia digestiva

Sintomas atípicos (que não são no trato digestivo):
- Dor nos ouvidos

- Sintomas pulmonares/Doenças pulmonares de repetição

- Erosão dentária e inflamação das gengivas


Quais as medidas a adotar para aliviar/eliminar os sintomas?

- Coma pouco, devagar e várias vezes ao dia
- Após comer, evite deitar-se
- Perder peso
- Evitar os alimentos que causam refluxo, beber álcool e fumar
- Dormir com a cabeceira ligeiramente elevada

Quando alteramos o estilo de vida e mesmo assim os sintomas de refluxo não sofrem grandes melhorias, devemos procurar o médico. Só ele poderá fazer o diagnóstico da doença e indicar o tratamento mais adequado.