Podologia: Intervenção no Pé Diabético | Farmácia Rodrigues Rocha

O doente diabético apresenta diversas alterações do pé, sendo classificado como Pé Diabético. O Pé Diabético é uma consequência da Diabetes, com um risco elevado no aparecimento de úlceras e de amputações.

O risco elevado de infeções, a neuropatia periférica (alterações da sensibilidade), e a angiopatia periférica (comprometimento de artérias, veias e vasos capilares), são as alterações mais frequentes , no que respeita a indivíduos diabéticos.

Qual a importância do Podologista no Pé Diabético:
No tratamento do pé diabético, o podologista está englobado numa equipa multidisciplinar, onde trata todas as alterações do pé, sejam alterações da pele, unhas, ou problemas de ordem funcional e estrutural.
O acompanhamento ao indivíduo diabético engloba entre outras as seguintes avaliações:
- Avaliação vascular: nos diabéticos, as alterações vasculares têm como consequência a diminuição do aporte sanguíneo ao pé, sendo desta forma um fator de risco, principalmente no processo de cicatrização.
- Avaliação Neuropática: A diabetes está relacionada com a diminuição da sensibilidade no pé (à dor, pressão e temperatura), caracterizando-se como um fator de risco de elevada importância.
- Avaliação biomecânica: A avaliação e o diagnóstico da forma como o indivíduo apoia o pé no solo durante a marcha. Este teste precoce é de extrema importância pois pode condicionar e comprometer a saúde do organismo.

Cuidados que a pessoa diabética deve ter com os pés:
- Lavar os seus pés diariamente com água morna e sabão, secando-os bem especialmente entre os dedos, e usar creme hidratante
- Cortar as unhas sempre de forma reta, e evitar cortá-las muito “rente”
- Não deve andar descalço, ou de sapatos sem meias
- Afastar os seus pés de fontes de calor
- Deve examinar sempre o calçado antes de calçar, para ver se existem corpos estranhos como pedras, pregos, ou deformações nas palmilhas que possam ferir os seus pés
- Se apresentar feridas deve mantê-las cobertas com gazes novas e limpas
- Deve observar todos os dias os seus pés para ver se têm cortes, feridas ou manchas vermelhas, através de um espelho ou pedindo ajuda a alguém
- Não deve usar calicidas para cuidar das suas calosidades, procure ajuda de um especialista
- Deve consultar um podologista sempre que tiver um corte, uma unha encravada, micoses, dores nos pés, entre outras alterações no pé.

“A Prevenção será o melhor tratamento”